Guia completo de SEO para inciantes

6 Comentários

 

img-Guia completo de SEo para iniciantes

 

SEO

 

Guia completo de SEO para iniciantes. Primeiramente devemos saber o que significa SEO, que nada mais é que técnicas desenvolvidas no seu site e fora dele, fazendo com que os buscadores do Google interprete que seu site tem autoridade para tal tema e conceda posições orgânicas. Se trabalhado de forma inteligente, o SEO de seu site ou blog terá bons resultados de conversões.

Acredito que você ouve há muito  tempo o termo  SEO,  bem como técnicas que usam de estratégias chamadas de Black Hat pelo Google, ou seja, simulam visitas, cliques para aumentar “temporariamente” seu site nos buscadores, e isso dura pouco.  Os algoritmos do Google prezam muito a qualidade passada para o usuário.

Vamos mostrar o SEO de forma teórica e prática, já testada e aplicada em diversas empresas fazendo com que as “visitas orgânicas de qualidade“ tenham um aumento a ponto de começarmos a medir o roi de SEO e, consequentemente aumentando o orçamento daquela empresa.

O caminho para se chegar à primeira página de forma honesta e sem chances de punições é demorado.

Entendendo o SEO

Muitos usuários ou pessoas que estão começando em SEO fazem questão de se preocupar com a SERP, onde os resultados aparecem, mas esquecem de saber como funciona o SEO.

O principal propósito do SEO é fazer  com que seu site aparece para pessoas que tenham co-relação com seu site, serviço ou produto. Um dos fatores primordiais é a mensagem que deseja passar, onde deverá ser muito assertivo com o seu público.

Por exemplo:

João tem um e-commerce de camisetas de Rock, e em seu blog não define e não determina que ele vende camisetas para Rock. João começa a fazer artigos disparados para todos os segmentos de camisetas citando características únicas como malha, qualidade do tecido, etc.

Conseguiu ver o problema de João?

As pessoas que acharem o site do João serão impactadas por tipo de malhas e qualidade do tecido e provavelmente a chance dessas pessoas gostarem das camisetas de Rock do João será muito pequena.

Se você quiser que o SEO trabalhe a seu favor  deverá ter certeza que as mensagens que você passará terão relação com os prospects de seus respectivos serviços. Não se trata de volume de tráfego e sim quanto desse tráfego gerará receita para seu site. Uma das premissas para que isso aconteça é a escolha das palavras-chaves.

Escolhendo as palavras-chaves corretas

Essa é uma das partes mais importantes, a qual leva um pouco mais de tempo para se concluir, sendo assim,  você deve levar em consideração o manuseio de algumas ferramentas. No caso podemos começar com o planejador de palavras chave do Google, onde fará com que você tenha noções e ideias para seu garimpo de palavras-chaves.

O fatores que geralmente aconselhamos àqueles que estão começando no SEO são:

Volume de pesquisa  – Tente escolher palavras-chaves que possuem o status de mediana, isso fará com que você utilize a mesma para ações de Inbound Marketing com palavras de cauda longa, estratégia usada para todos os segmentos, principalmente para segmentos com alto grau de concorrência.

Experiência – A palavra-chave que você escolheu tem fundamento para onde quer levar o usuário? Se sim, ótimo! No próprio Planejador de palavras-chaves do Google você consegue colocar sua URL e a palavra-chave que quer atingir, onde a plataforma dará uma nota, aconselhamos acima de 8/10.

Palavras-chaves de Cauda Longa.

Criada pelo autor Chris Anderson, a Cauda Longa descreve um método onde as palavras de baixa procura  ou tráfego podem coletivamente posicionar palavras de termos mais amplos através de estratégias de palavras-chaves de cauda longa.

Exemplo de Cauda Longa: Imaginem um e-commerce de papéis de parede. Esse mesmo e-commerce pode até receber muitas visitas para o termo “papéis de parede”, mesmo sendo um termo genérico. Agora se usar o termo “papéis de parede do homem aranha”,  sendo mais filtrada ou afunilada a palavra-chave, maiores são as chances de conseguir atingir seu público. Não queremos dizer que o termo “papéis de parede” não trará receita, pode até trazer, mas o coletivo de palavras-chave de Cauda Longa poderá trazer muitos benefícios.

Quando você definir Palavra de Cauda Longa x página de destino,  já terá um bom caminho percorrido.  Hoje em dia palavras-chaves de Cauda Longa geram em média 80% de tráfego para muitos sites. Sempre que fizer alguma pesquisa relacionada ao seu segmento e verificar que determinada palavra-chave tem um certo volume de busca, tente afunilar a mesma para que seja competitivo até conseguir uma autoriadade. Uma das formas interessantes para que começe isso é utilizando estratégias de SEO local.

SEO LOCAL para empresas

SEO Local para empresas, são técnicas que farão com que seu site seja bem ranqueado para determinadas cidades ou regiões geográficas.

Vejam algumas estatíscas obtidas através do Blog Neil Pastel:

img-SEO-LOCAL

Por mais que seu negócio ou site não pertença àquela localidade, existe a possibilidade de  conseguir boas posições orgânicas através de termos.

Aqui por exemplo, somos uma agência de Marketing Digital localizada em Santa Catarina e ficou a pergunta “Como vamos conseguir atingir empresas ou clientes em diversas partes do Brasil sem precisarmos de Franquias ou lojas físicas?”. Foi assim que pensamos há cerca de  2 anos em fazermos estratégias de SEO LOCAL para as cidades que determinamos através de pesquisas do Google Analitycs. Por recebermos grandes acessos vindos da região do Oeste Paulista, por que não fazermos uma estratégia de SEO Local para tal região, onde a cidade polo é Presidente Prudente-SP?

Com o resultado abaixo conseguimos um aumento de 15% vindo dos estados e  principalmente  a conversão de pessoas preenchendo o formulário de contato e colocando suas dores.

Hoje em dia a Inside Digital está entre as Top 5 no rank orgânico para o termo.

kkkkkkkkkkk

Produção do Conteúdo para Blog.

Após definir suas palavras-chaves é importante começar a produção de conteúdo SEO do seu blog.

Os motores de busca do Google rastreiam automaticamente seu Website para descobrir e entender ao que o mesmo se refere e em seguida decidir quais palavras-chaves cada página devem ser classificadas na SERP. Porém você pode influenciar as suas “decisões” por meio de otimização e estratégia de conteúdo para determinadas palavras-chaves.

É muito comum empresas ou agências de Marketing Digital reproduzirem conteúdos pensando somente nos robôs do Google, onde muitas vezes fica um artigo ilegível gramaticamente falando, e consequentemente seu CTR será baixo,  não fazendo com que seus visitantes convertam em seu site. O melhor a ser feito é produzir seus conteúdos para pessoas e não para robôs.

Vejam alguns itens que devem ser levados em consideração para a criação de seu conteúdo, vale lembrar que o “Guia completo de SEO para inciantes” tem intenção de mostrar técnicas de seo para serem aplicadas em seu site.

Títulos – Desenvolva títulos atraentes e que aumentem o interesse do leitor. Você só tem uma chance de fazer a primeira impressão, por isso encante.

Palavra Chave – Escolha palavras-chaves que proporcionarão a relevância com seu site.

Links Internos – A estratégia é fazer linkagens internas que completem seu artigo.

Qualidade – Publique conteúdos exclusivos e de qualidade,  isso fará com que seu pageview seja alto.

Um dos pontos mais importantes é não publicar conteúdos de outra pessoa em seu site, pois fará com que gere duplicidade de conteúdo e o Google irá favorecer o conteúdo original, que no caso não será o seu.

Otimização do código do seu site.

Os motores de busca não gostam somente de lerem o texto do seu site, eles também dão uma passada no código fonte do mesmo.

Tendo isso em mente vamos listar oito fatores que você deve considerar na otimização do seu site como:

Title

Tag Title;

Tag Title nada mais é do que o título que quer passar de sua página;

<title> Agência de Marketing Digital</title>.

Veja o exemplo de agência de Marketing Digital onde o termo mais provável para se achar seria “agência de Marketing digital”.

Meta Tags

Para dar mais notoriedade no seu post ou artigo é interessante entendermos o que são as metas tags e para que elas servem. As metas tags não têm muita força para os motores de busca, mas informa aos visitantes do seu site sobre o que ele aborda de forma intuitiva  podendo ter grande impacto se souber trabalhar.

Vejam um exemplo de meta tags:

 

<Meta name=”description” content=”Nesse campo deve ser colocada a palavra-chave em foco e ao mesmo tempo informar do que se trata seu post ou página,  visando o número de caracteres permitidos”/>

Quando seu site aparece na serp ele deve ser chamativo para incentivar ao clique, para tanto nada é mais importante do que mostrar de forma intuitiva e persuasiva sobre o que ele trata através da meta tag Description.

Cabeçalhos

Muito semelhante aos títulos do livro e seu sub-titulos, porém no HTML a ordem deve ser seguida para ter uma coesão correta à leitura sendo H1, H2, H3 e assim por diante, onde a H1 será a posição principal do seu artigo, ou seja,  o título do artigo que muitas vezes pode ser o mesmo que o cabecalho.

Vejam um exemplo:

<H1> Como otimizar seu site para os motores de busca</H1>

<H2> Pesquisa de palavra-chave</H2>

<H3>Como o Google vê seu site</H3>

Quanto mais a fundo for com seu conteúdo maior se torna o número do tamanho. Aconselhamos a ter apenas um H1 em cada página ou post. Os Hs2,3 etc, podem ser usados sem problema ao longo de sua página. Certifique-se de que as palavras escolhidas têm relação com a palavra-chave escolhida.

SIteMaps

Sites Maps são roteiros definidos para o Google indexar página por página do seu site. Existem dois modelos ou tipos de Sitemaps que você poderá criar, sendo eles de HTML ou XML SiteMaps. A principal diferença é que os Sitemaps de XML são codificados para os motores de busca, enquanto os Sitempas HTML são fáceis para as pessoas lerem. Aconselhamos a você que está começando que utilize o Sitemap XML pela facilidade e por ser único,  podendo utilizar ferramentas para isso como o XML Sitemap Creator.

Nome do Domínio

Os nomes de domínio que contenham a palavra-chave em foco conta muito,  principalmente nos domínios de correspondência exata.

Porém há um custo: Palavras-chave de correspondência exata para domínios muitas vezes não são muito originais, fazendo com que muitas empresas usem palavras-chave inventadas para seu domínio construindo uma marca em torno dele ao invés de compactar o significado do seu serviço.

um exemplo disso seria:  Se nós da Inside Digital comprássemos um domínio parecido SEOCON.com.br q. A palavra SEO está no domínio mas será que é legivelmente boa de se apresentar? Entre outros fatores.

Estrutura de URL

As URLS são outra parte importante, mas muitas vezes esquecida do SEO. Se seus dados de URL estão desorganizados ou bagunçados o Google terá consequentemente um tempo a mais para rastreá-los e entendê-los.  Isso acontecendo,  as indexações podem ser errôneas perante a estrutura Onpage de sua página.

Separamos algumas dicas que você deve ter em mente como:

  • URLS não devem conter caracteres especiais como ( $ @ % =?)
  • URLS curtas normalmente classificam-se melhor do que as longas
  • Não use sublinhados
  • Sub-domínios podem classificar melhor do que sub-diretórios

Estrutura do site

A forma que você vincula suas páginas na web terá um grande impacto para seu rank. Separamos algumas dicas para a estrutura do seu site ser conivente com o Google.

  • Links dentro de seu conteúdo tendem a ter mais peso do que as ligações dentro de uma barra de rodapé.
  • Tente manter um número de link interno abaixo de 100.

Existe a possibilidade de  mostrar para o Google páginas que você não queira indexar deixando como nofollow no código fonte de seu site.

Alt Tags

Essa Tag destina-se às alterações e nomenclaturas de imagens. O Google,  além de indexar textos ele indexa imagens, vídeos e afins.

Veja como deve ser feita a nomeação das suas imagens.

<img src = “https://endereçodesuaimagem.jpg”alt = Widget azul”/>

Links Bulding

As ligações são talvez a parte mais importante de SEO. Muitas vezes quantidade não significa qualidade.  É muito interessante terem sites apontando para o seu, mas esses sites devem conter algumas diretrizes importantes para esse feito ocorrer.

Antes de começarmos a falar de Link Building,  temos que primeiramente levar em conta alguns fatores.

  • Links nos conteúdos são mais relevantes ao invés de rodapés;
  • Os sites que você terá apontado para seu site devem ter relação direta com seu segmento;
  • O texto âncora tem papel fundamental para construção de linkagens.

Vejam o que devem evitar:

  • Links de sites de Spam ou irrelevante ao seu segmento;
  • Site de má qualidade pode mais prejudicar do que ajudar;
  • Ligações recíprocas não são muitos eficazes;
  • Caso esteja pensando em comprar links pense bem no que disse lá em cima sobre Blackhat.

Separamos algumas formas limpas e gratuitas para pulverizar seu site ou conteúdo,  consequentemente aumentar a autoridade do mesmo.

Redes Sociais  –  Compartilhando seu conteúdo em redes sociais que seu nicho está faz com que melhore o aumento da visibilidade e consequentemente um aumento de visitas.

Diretórios – Hoje em dia a internet possui muitos diretórios que você pode linkar seu site através de seu produto.

Top – Caso você queira classificar seu site através de uma palavra-chave, especificar os melhores links que você poderá obter de sites já classificados entre os melhores. Após determinar quais sites acha relevante ter um link, veja algum erro 404 desse site que quer um link e entre em contato com o mesmo ofertando um conteúdo para sanar o erro 404 e mostrando o beneficio para ambas as partes.

Fóruns  –  Muitos Fóruns permitem criar assinaturas onde você pode linkar seu site de acordo com seu segmento.  Nunca esqueça a qualidade.

E-mail marketing  –  Essa estratégia deve ser feita com cautela e minuciosa,  tendo em vista que muitas pessoas já estão cansadas de receberem e-mails evasivos ou Spam. O aconselhável é primeiramente segmentar uma lista de e-mails  e jamais comprar listas. Dessa forma sua taxa de abertura e clique será melhor. Outra dica interessante para mensuração, disparo e produção desses e-mails seria uma plataforma de automação como temos aqui no Brasil a Resultados Digitais.

Seeding  –  Seria a ação de fazer um Stalker nas redes sociais, blogs e grupos relacionados ao seu segmento e oferecer e-books e palestras a fim de conseguir montar um malling qualificado para as próximas ações.

Veja alguns livros e Ebooks sobre SEO que são de leitura obrigatória:

The ABC OF SEO

SEO Answer Book

Search Engine Optimization

How To Optimize Your Web Site For Internet Searc Engines

Search Engine Optimization An hour a Day

Building Findable Websites

SEO Warrior

Social SEO For Small Business

The Art Of SEO

Search Engine Optimization For Dummles

Como medir o ROI de SEO

Conclusão

Muitas das técnicas e passos aqui mostrados já foram testados, sendo assim há uma grande possibilidade de você conseguir boas posições seguindo esse Guia. Apenas seja paciente para que os motores de busca consigam entender o que seu site quer passar. Além disso o SEO deve ser implementado e testado constantemente a fim de descobrir bugs e insigths do seu nicho com intuito de conseguir maiores conversões.

Esperamos que tenham gostado. Nosso objetivo principal é ajudar.

 

Formado em Marketing, pós graduado em Marketing Digital pela FGV, certificado por entidades como FGV, Comschool, e entre outros, apaixonado por Marketing Digital, gerenciou equipes e detêm cases de sucesso

More from our blog

See all posts