Segmentar lista de e-mail? veja por que é importante

Sem Comentários

feature-organization

Há pouco tempo, as empresas costumavam comprar listas de e-mails para divulgar suas ofertas, oferecer seus produtos ou serviços. A prática, cheia de chamadas como “compre já!” e “promoção imperdível”, acabou sendo reconhecida como spam por muitos provedores, o que acabou restringindo uma grande quantidade de palavras para as campanhas. Além disso, devido à falta de relevância ao público, muitos contatos acabavam por solicitar a saída da lista de e-mails, o que resultava na redução do número de potenciais clientes a serem atingidos e também nas baixas taxas de conversão.Por isso, hoje, cada vez mais, a propaganda dá espaço ao conteúdo.

Porém, quando se fala em relevância, é preciso levar em consideração que existem perfis e necessidades diferentes, que exigem estratégias diferentes. Nesse contexto, a segmentação se torna uma variável imprescindível para o sucesso da sua empresa. Mas você sabe os motivos?

Seus clientes não são todos iguais.

As pessoas não são todas iguais e não costumam ter os mesmos gostos, muito menos estão em um mesmo lugar, com as mesmas necessidades. Seria mesmo um marasmo se todos gostassem das mesmas coisas e tivessem os mesmos hábitos. A famosa frase “O que seria do amarelo se não fosse o vermelho?” nunca foi tão verdadeira! Com o mercado de cauda longa, as empresas cada vez mais se focam em nichos de mercado. Se preocupam em saber mais sobre suas peculiaridades para atender às necessidades e desejos de cada público específico. Uma vez que você conhece seu público e suas características específicas, é possível oferecer conteúdo relevante e de qualidade para cada grupo, aumentando assim as chances de impactá-lo em maior volume ou até mesmo em sua totalidade.

Seus clientes não vivem no mesmo lugar.

Parece óbvio, mas não é. Cada lugar é diferente do outro, oferece diferentes condições de mercado e tem um público com necessidades específicas. As diferenças culturais também têm influência direta nesse comportamento, inclusive de consumo. Mas, independentemente disso, um produto que é útil em uma cidade rural, por exemplo, pode de nada servir em uma grande cidade. É preciso estar atento a esses detalhes e segmentar sua lista por locais, para obter melhores resultados em suas campanhas de e-mail marketing.

Desenvolvimento de campanhas por perfil de grupos com interesses semelhantes.

Quem gosta de ser mais um na multidão? Foi-se o tempo em que as pessoas aceitavam tratativas genéricas. Cada um tem necessidades distintas e, para que suas campanhas tenham sucesso, é preciso mostrar a esses clientes que você está atento aos desejos e necessidades deles. Hoje você pode identificar esses perfis e utilizar essas informações estrategicamente a seu favor.

Com a segmentação, é possível desenvolver campanhas mais relevantes a cada grupo de segmentação definido, entregando um conteúdo mais alinhado aos interesses e necessidades destes clientes. É possível fazê-lo com base no comportamento do usuário no seu site, por exemplo: para um e-commerce, você pode utilizar o histórico de compras dos consumidores  e oferecer oportunidades especiais de produtos relacionados aos adquiridos ou que tenha demonstrado interesse.

Aumento do ROI (Retorno sobre o investimento).

Enviando conteúdo relevante suas chances de impacto são maiores, consequentemente, você amplia as conversões, o que sinaliza um maior retorno sobre o investimento.

Segmentar seus e-mails, além de gerar credibilidade e confiança para a marca, otimiza os recursos investidos, aumentando assim as taxas de conversão. Por isso, antes de enviar a sua próxima campanha, segmente sua lista de contatos e observe como essa prática pode alavancar de forma significativa suas conversões!

Fonte: Imasters

 

Formado em Marketing, pós graduado em Marketing Digital pela FGV, certificado por entidades como FGV, Comschool, e entre outros, apaixonado por Marketing Digital, gerenciou equipes e detêm cases de sucesso

More from our blog

See all posts
 
Sem Comentários