Facebook vai mudar os termos de privacidade e adicionar novos serviços.

Sem Comentários

Facebook vai mudar

img-o-facebook-vai-mudar

 

Recentemente o facebook anunciou que irá mudar sua politica de privacidade para torna-la mais simples e objetiva. Será mudado também as formas de pagamento e localização.

“É a primeira vez que atualizamos nossos termos e princípios desde agosto de 2013. Aconteceram muitas coisas no último ano, aprendemos muito nesse período e isso reflete as mudanças em produtos e políticas desse tempo”, acrescentou à Agencia Efe o diretor de assuntos públicos da rede social para Europa, África e Oriente Médio, Richard Allan.

De acordo com o Executivo as mudanças são uma retalhação às criticas que as condições das empresas de tecnologia e informação são muito longas e complexas, sem contar as atualizações de texto.

“Houve mudanças, lançamos novos aplicativos da família Facebook, temos novas companhias e novos serviços, como os baseados em localização que estão cada vez mais populares. Portanto, queremos garantir que nossa política está atualizada”, acrescentou.

As condições foram feitas de um jeito conciso para que os usuários tenham facilidade para entender que a informação pessoal é armazenada e qual o objetivo disso. Referências aos dados solicitados sobre a localização e as transações também foram incluídos.

“Quando temos a informação geográfica, utilizamos para personalizar nossos serviços à sua medida. Quando você está em um determinado lugar, ajudamos a encontrar eventos e ofertas em sua região ou avisamos seus amigos que você está perto deles”, explicou Allan sobre a nova política.

Por enquanto, o serviço que oferece informação de contatos ou negócios nas proximidades só está disponível nos Estados Unidos.

“Esta mudança é para garantir que nossas condições estão preparadas para o desenvolvimento de serviços de localização. Achamos que eles vão se tornar, cada vez mais, uma parte importante da experiência das redes sociais”, ressaltou.

A nova política de privacidade também esclarece que se os serviços do Facebook forem utilizados para compras ou transações, a empresa de Mark Zuckerberg poderá armazenar informações como o número ou outros dados contidos no cartão de crédito e da conta, assim como detalhes de fatura, envio ou dados de contato.

A rede social está desenvolvendo um botão de compra que permitirá adquirir objetos ou serviços sem a necessidade de sair da rede social.

Além das mudanças na política de privacidade, o Facebook também fez revelações sobre a publicidade. Um usuário – dos EUA, Canadá ou Europa – poderá deixar de ver anúncios personalizados, baseados nos aplicativos que utilizar e lugares que visitar, através da Digital Advertising Alliance ou da homônima europeia.
Nos EUA, a rede social colocará à disposição dos usuários uma ferramenta que permitirá saber por que cada anúncio é mostrado e decidir quais categorias de publicidade interessam ou não. O sistema deve chegar em outros países futuramente.

Por outro lado, como complemento à nova política de privacidade, o Facebook criou um “centro educativo” com guias interativos para ajudar os usuários a saber mais sobre sua atividade na rede social.T emas como com quem as publicações são compartilhadas, como tirar uma marcação de uma foto ou como bloquear ou eliminar um contato da lista de amigos serão abordados.

Os usuários terão sete dias para enviar sugestões e comentários sobre as mudanças anunciadas nesta quinta-feira, cuja versão definitiva será publicada e notificada pessoalmente a cada membro da comunidade no dia 20 e entrará em vigor antes do fim do ano.

Os membros de Facebook que não aceitarem as novas condições deverão abandonar o serviço, segundo Allan.

Formado em Marketing, pós graduado em Marketing Digital pela FGV, certificado por entidades como FGV, Comschool, e entre outros, apaixonado por Marketing Digital, gerenciou equipes e detêm cases de sucesso

More from our blog

See all posts
 
Sem Comentários